Buscar
  • Fundaçao Angelo Bozzetto

Débora Lopes

"Iniciei na fundação no ano de 2015. Sempre tive ligação com a dança, porém durante todo o projeto acabei percebendo um lado da minha personalidade que era desconhecido. Minha autoestima mudou, minha visão de mundo mudou.

Em 2016 apresentei no Santa Maria em Dança uma coreografia que eu e a Cheivane fizemos em conjunto. Essa coreografia conta muito sobre mim e como a dança me libertou das amarras do preconceito, da vergonha e do medo.

Além de todas as melhoras psicológicas, o físico fica muito melhor e resistente.

Hoje me percebo uma pessoa mais aberta ao mundo, com menos medo de coisas banais e de coisas complexas. Agradeço a toda a equipe da Fundação por ter me dado essa oportunidade de crescer como artista e como pessoa, porém principalmente à Cheivane, que até hoje é uma das minhas melhores amigas. Agradeço também ter participado das apresentações de Natal no ano de 2019, que me deixou matar toda a saudade.

Estarei aqui pela Fundação sempre, e sempre que precisarem de mim estarei disposta a ajudar. A dança muda vidas ".



















2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo